Mudando o presente

Mudando o presente
Mudar o presente é o lema de intervenção desta organização humanitária que recolhe fundos e promove inúmeras ONGs. Através da aquisição de brindes ou vales neste , está a auxiliar uma causa à sua escolha, e a mudar o presente para um futuro melhor.

Os Logotipos dos Terroristas

Os Logotipos dos Terroristas
Hoje em dia existem tantos grupos terroristas, tanta gente com mascaras de ski a cometer homicídios em frente a câmaras de vídeo, ou até mesmo a explodirem-se num qualquer autocarro ou bicicleta que, tal como qualquer empresa, organização ou clube de futebol, sentem a necessidade de recorrer a logotipos para se identificarem e reivindicar os seus actos. Este site apresenta isso mesmo, os logotipos dos terroristas.

Parem com a guerra às drogas

Parem com a guerra às drogas
O combate ao tráfego de estupefacientes sempre deu sinais de não surtir qualquer efeito. Esta organização defende que a melhor forma de combater as drogas não passa pelos actuais padrões e as ditas ”guerras” que só vêem agravar o problema.

Lawrence Lessig

Lawrence Lessig
Lawrence Lessig é o fundador da organização Creative Commons através da qual luta contra as leis de copyright. É tambem um dos mais destacados defensores de uma internet livre, apoiando, entre outros, conceitos como o open source, a partilha p2p e o projecto Google BookSearch.

Justiça Pervertida

Justiça pervertida
Os membros desta organização andam em chat rooms e passam por crianças, tentando apanhar potenciais pedófilos, que posteriormente denunciam à polícia. Conseguiram até que vários indivíduos fossem condenados. Se bem que as suas intenções e objectivos sejam mais do que honrados, o facto de cidadãos privados se tornarem em informadores a tempo inteiro é preocupante e reminiscente de métodos pidescos.

Centro de Média Independente

Centro de Média Independente
O CMI é o meio mais independente de jornalismo, com artigos online e impressos, áudio e vídeo jornalismo, onde pode publicar sua própria notícia. É uma publicação aberta e muitos dos que participam no CMI o vêem como uma alternativa mais rápida e melhor que os grandes meio de jornalismo, principalmente pela sua organização descentralizada com versões para inumeros países. Graças a Internet as notícias tem um veículo sem censuras. Não deixe de ver as versões do Brasil e Galiza.