350.org

350.org
Esta organização ecologista tenta passar ao mundo a urgência de se fazer algo para salvar o planeta terra em relação à emissão de CO2. 350 é o número de partes por milhão de dióxido de carbono na atmosfera que é seguro para que as alterações climáticas não ocorram. Esse número foi há muito ultrapassado. O objectivo é pressionar os políticos e países para voltar a este número e neste site pode encontrar meios para o fazer.

Renascença Americana

Renascença Americana
Este site é um dos expoentes máximos do ódio racial nos EUA com um historial invejavel. Desde há vários anos que publica notícias que estimulam a chamada superioridade branca e que apontam a comunidade negra americana como um conjunto de criminosos sub-humanos. Falacioso e destinado a idiotas é um dos males que se deve suportar em nome da liberdade de expressão.

Salvem a Internet

Salvem a Internet
Apesar de à primeira vista a Internet parecer um espaço democrático e acessível a todos existe uma enorme ameaça à sua liberdade e continuidade como fonte de partilha de ideias. Trata-se da neutralidade ou seja a capacidade de navegar e fazer o que quiser online sem restrições dos operadores de Internet. Partilhe a palavra e suporte esta causa que apesar de americana afecta todo o mundo online.

Raptores do espaço

Raptores do espaço
Este grupo anarquista londrino, faz a sua luta na cidade mais monitorizada do mundo, através de inúmeros protestos (e também festas) de rua sem utilização de violência física A ideia é reconquistar o nosso espaço.

irrepressible

irrepressible
Esta campanha da Amnistia Internacional alerta-nos para a crescente pressão das autoridades mundiais para estabelecer censura dos conteúdos na Internet. A liberdade de expressão online, sempre foi e continuará a ser a maior mais-valia da rede Internet , mas está cada vez mais ameaçada pelos poderes instituídos. Para que que não nos roubem a Web não se esqueça de assinar a petição online!

Nós somos a WEB

Nós somos a WEB
Este site chama atenção para um problema que o Lado Negro da WEB também se bate a par com a liberdade de expressão: trata-se da neutralidade da WEB: trata-se de um conceito de justiça que este a ser destruído aos poucos e que pode alterar a internet tal como a conhecemos. O que se passa é que certos domínios e serviços são mais lentos porque o seu fornecedor de internet intencionalmente prejudica as ligações para esses sites em detrimento de outros domínios e serviços que lhes pagam para um tratamento preferencial. Esta politica prejudica os utilizadores da internet ao não puderem escolher os sites que querem usar baseados na sua qualidade. Assim a internet está aos poucos a deixar de ser neutral devido aos grandes interesses comerciais, um perigo tão grande como a censura online.

Partidu de la lhibardade de l praino Mirandés

Partidu de la lhibardade de l praino Mirandés
Nesta página pode conhecer melhor o Partido da Liberdade do Vale Mirandês, um partido clandestino que reclama entre outras medidas a dissolução da GNR e dos orgãos repressivos do colonialismo interno Português.

Contra-ataque muçulmano

Contra-ataque muçulmano
O verdadeiro contra-ataque às publicações Dinamarquesas dos polémicos cartoons do profeta Maomé não foram as manifestações, incêndios e toda esta desordem – incluindo a morte de um padre católico – a que temos vindo a assistir nestes ultimos dias; não senhor. O verdadeiro contra-ataque vem através deste site da liga Arabe-Europeia que utiliza a mesma “arma”: A liberdade de expressão!
Aaah… e não é mais bonito assim? Com um bocadinho de sorte ainda dá para arrancar umas gargalhadas de um lado e do outro!

Se estiverem preguiçosos cliquem aqui para acederem directamente a algumas das imagens.

Os cartoons do profeta Maomé

Os cartoons do profeta Maomé
Retratar o profeta Maomé é considerado um insulto para o Islão. Contudo será que os cartoons dinamarqueses serão assim tão ofensivos à fé muçulmana? Ou será a fé muçulmana radicalizada por extremistas demasiado ríspida em relação a toda a liberdade de expressão que aborde qualquer ponto da sua religião? Veja aqui no site do Museu virtual do cartoon os cartoons da discórdia.